• Idosa de 60 anos mata marido de 22 anos porque se dizia traída, em Luziânia.


Delegado responsável pelo caso no Entorno do DF não acredita na versão da idosa.

Em depoimento na delegacia de Luziânia (GO), cidade no Entorno do Distrito Federal, a idosa presa pela suspeita de mandar matar o ex-namorado, de 22 anos, confessou o crime. Odete Alves Cerqueira Pereira, de 60 anos, disse que pagou R$ 300 pelo assassinato de Gerson Benício da Silva, pois se sentia “rejeitada e traída por ele”, e teria sofrido “violência psicológica”.
Inicialmente, Odete negava a autoria do crime, depois de ser presa pela Polícia Civil de Luziânia na última quinta-feira (27). Antes disso, a idosa ainda registrou ocorrência pelo desaparecimento de Gerson para tentar despistar as investigações.

No entanto, Odete mudou a versão do depoimento depois que os suspeitos por executar Gerson também foram detidos pela polícia, no dia seguinte. Ao confessar o crime, Ednardo Ribeiro Silva Junior, de 21 anos, e a namorada dele, de 17 anos, afirmaram que a motivação da idosa seria o término do relacionamento entre ela e a vítima.

FONTE - R7 DF
Compartilhe no Google Plus

entornoalerta

É de responsabilidade total das fontes o contéudo de toda e qualquer matéria anexada a este site. Matérias serão previamente identificadas aos créditos.
    Comentar no Blogger
    Comentar no Facebook

0 comentários :