• Cidade Ocidental vira centro de investigações de tráfico Internacional de Drogas.


Cidade Ocidental vira centro de investigações de tráfico Internacional de Drogas. 
A droga saía do Paraguai e do Mato Grosso e ia para o município, onde traficantes faziam as negociações de dentro da cadeia por meio de aparelhos celulares.

Polícia do DF detém 17 por tráfico internacional de drogas
Presos negociavam venda de entorpecente a partir de cadeia no entorno. Quadrilha entregou 1 tonelada de maconha há dez dias, diz delegado. A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu 11 homens e duas mulheres e apreendeu 4 adolescentes suspeitos de integrar uma quadrilha de tráfico internacional de drogas. A investigação, que durou dois meses, apurou que o grupo comprava os entorpecentes no Paraguai e no Mato Grosso e distribuía em regiões administrativas do DF e na Cidade Ocidental, em Goiás. 

A operação foi batizada de Abstinência. As prisões ocorreram no último sábado (20).  Segundo o delegado-chefe da 11ª DF, Victor Dan, há dez dias a quadrilha chegou a entregar uma tonelada de maconha na capital federal.
A droga saía do Paraguai e do Mato Grosso e ia para a Cidade Ocidental, onde traficantes faziam as negociações de dentro da cadeia com celulares entregues por integrantes do grupo. Depois os entorpecentes eram distribuídos em Santa Maria, no Núcleo Bandeirante, no Gama, na Candangolândia, em Ceilândia e no Park Way.
Durante a operação, foram apreendidos maconha, cocaína, crack, duas balanças de precisão, cerca de R$ 5 mil em dinheiro, entre real e dólar, duas armas, motos e veículos. Dois tonéis vazios foram encontrados enterrados na casa de um dos suspeitos. Segundo a polícia, a droga distribuída no DF era depositada nos tambores.

Fonte/Foto: G1 
Adaptação de texto: Anderson Aquino
Pesquisa: Ivan C. Lima

Compartilhe no Google Plus

entornoalerta

É de responsabilidade total das fontes o contéudo de toda e qualquer matéria anexada a este site. Matérias serão previamente identificadas aos créditos.
    Comentar no Blogger
    Comentar no Facebook

0 comentários :